»»» LEITURA OBRIGATÓRIA

PUBLICIDADE

Pesquisar matérias no Blog

GALERIA DE VÍDEOS DO BLOG:

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

CENAS EXTREMAMENTE FORTES - Video mostra decapitação de detento de Manaus e outros já assassinados

Neste vídeo, filmado e enviado pelos próprios detentos de dentro da carceragem, durante a rebelião no Presídio de Manaus, revela a monstruosidade que permeia a vida dos prisioneiros, ao lado de outros companheiros que podem amanhã o depois serem os seus executores por uma simples questão de pertencer ou não ao grupo rival.

O mais triste é ver a crueldade estampada nas frases e no ódio revelado contra os inimigos mortos.

Outra questão muito obscura,e que com certeza deverá ser investigada pelas autoridades competente, é o como dezenas facas e celulares foram parar nas mãos dos detentos, possibilitando assim que os mesmo produzissem um verdadeiro compêndio cinematográfico do mal, para apresentar à sociedade brasileira.


CHOCANTE - Cabeças dos presos decapitados na rebelião do presídio de Manaus exibidas como troféus

CENAS MUITO FORTES - Mais um vídeo com imagens chocantes mostram a triste realidade da guerra travada dentro dos muros dos presídios brasileiros, na cena cruel, registrada pelos próprios detentos, que exibem como troféus as cabeças decapitadas dos membros do PCC, que foram mortos na madrugada desta segunda feira (02/10/17).


quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Imagens do acidente com o carro do filho de Willian Bonner e Fátima Bern...

Vinícius Bonemer, de 19 anos, filho de Fátima Bernardes e William Bonner, sofreu um acidente de carro na manhã de hoje (03) , na RJ-106, entre Búzios e Cabo Frio.

O Corpo de Bombeiros, através do 25º BPM, informou que o carro em que ele estava bateu em um caminhão e depois em um ônibus, no trevo de Búzios.

Vinícius e um amigo foram levados para a Unidade de Atendimento de Tamoios, distrito de Cabo Frio.

O estado de saúde das vítimas ainda não foi informado.

O colunista do Dia, Leo Dias, disse que fontes próximas a ele informaram que os dois amigos passaram o réveillon em Búzios e voltavam para casa, quando se acidentaram.

Fátima Bernardes está em Cabo Frio acompanhando o caso e sua assessoria ainda não se manifestou.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Presos de Manaus comemoram crueldade e se apoderam do presídio com bande...

👀 LEIA O TEXTO DA MATÉRIA ABAIXO: 👇👇👇
---------------------------------------------------------------------------
Nesse novo vídeo, os detentos do complexo prisional de Manaus, exibem com alegria os corpos decapitados no pátio do presídio e comemoram do alta do prédio a conquista da prisão e a vitória sobre a facção adversária PCC, que segundo eles foi dizimada e não terá espaço dentro daquele presídio.
---------------------------------------------------------------------------
Não esqueça de deixar um "Like" 👍 e Inscrever-se 📝 no nosso Canal ( https://www.youtube.com/c/GazetadeRondonia ), trabalhamos duro para enviar diariamente os melhores vídeos aos nossos seguidores.

POLÊMICA - Policiais obrigam cidadão que fazia filmagem a testemunhar a ...


Um vídeo que circula nas redes sociais apresenta uma situação inusitada em que um cidadão por estar filmando uma cena de prisão, é abordado por um policial que o obriga a acompanhar a diligência até a delegacia, pelo simples fato de estar filmando o acontecimento.

Nas afirmações do policial, pelo fato de estar gravando, o cidadão automaticamente se coloca no papel de testemunha e que por isso deve ser conduzido, mesmo que a força, para ser ouvido pela autoridade policial.

Mesmo sob fortes protestos e resistência do cidadão, que afirmava o tempo todo que esta a caminho do trabalho, os policiais ali presentes forçaram o cidadão a acompanhá-los.

COMPLETO - Presos do PCC são mortos por facção rival na maior rebelião d...

Presos do PCC são mortos na maior rebelião da história do Amazonas

O secretário estadual de Segurança Pública, delegado federal Sérgio Fontes, explicou que a rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim - COMPAJ, localizado na BR-174, já é considerada a maior de todos os tempos no sistema prisional do Amazonas. Fontes falou com a imprensa a poucos minutos, na sede do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no Aleixo, zona Centro-Sul, de onde ele comanda o gabinete de crise.

Segundo o secretário, seis corpos com a cabeça decapitada foram jogados para fora do presídio pela muralha. Todos são integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa rival da Família do Norte (FDN), apontada por Sérgio Fontes como a organização criminosa que está a frente dessa rebelião.

Fontes disse que ainda não há um número exato de mortos ou feridos. O que ele garantiu é que quatro dos 12 agentes penitenciários feitos reféns já haviam sido liberados.

O COMPAJ e todo o perímetro próximo a unidade prisional está0 cercado pela Polícia Militar (PM). Inclusive, Fontes disse que todos os policiais que estavam de folga foram convocados para fazer a segurança das demais cadeias instaladas em Manaus, pois havia a informação de que a rebelião iniciada no COMPAJ se estenderia para o Centro de Detenção Provisório (CDP), Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) e Instituto Penal Antônio Trindade - IPAT. Até a unidade de medida sócio-educativa Dagmar Feitoza, no bairro da Alvorada, na zona Centro-Oeste, recebeu reforço policial do grupo Fera da Polícia Civil.

No IPAT, inclusive, o secretário de segurança pública disse acreditar que a fuga de presos ocorridas no início da tarde deste domingo (1º) foi apenas uma distração para a rebelião no Compaj. Sobre a fuga, Fontes disse que ainda não há um número preciso de fugitivos.

Início
Segundo Sérgio Fontes, a rebelião no Compaj começou por volta das 15h deste domingo, no horário de visita. Porém, nenhum dos reféns é familiar dos presos. Nesse momento, a polícia tenta negociar a rendição dos rebelados.

domingo, 1 de janeiro de 2017

Governador de Minas Gerais teria usado helicóptero pra buscar filho após...

👀 LEIA O TEXTO DA MATÉRIA ABAIXO: 👇👇👇
---------------------------------------------------------------------------
Um vídeo postado nas redes sociais está viralizando assustadoramente nas primeiras horas do ano de 2017.

Segundo a pessoa que está filmando com seu celular, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), estaria utilizando supostamente um helicóptero do governo do Estado para buscar seu filho em um condomínio de luxo, Chamado "Escarpas do Lago", após a noitada da festa de réveillon.

O vídeo teria sido gravado na manhã deste Domingo, 01/01/2017.
Nas imagens é possível ver claramente a pessoa do governador descendo do helicóptero, com prefixo PP -EPO, cumprimentando algumas pessoas e o filho que embarca tranquilamente no helicóptero como se fosse um voo de carreira normal.

Apesar da indiferença das pessoas filmadas, o cinegrafista amador garante que se trata de um helicóptero do governo do Estado de Minas Gerais, custeado com dinheiro público, e que estaria sendo utilizado indevidamente.
---------------------------------------------------------------------------
Não esqueça de deixar um "Like" 👍 e Inscrever-se 📝 no nosso Canal ( https://www.youtube.com/c/GazetadeRondonia ), trabalhamos duro para enviar diariamente os melhores vídeos aos nossos seguidores.

Advogado salva casamento de cliente com um simples bilhete e vira herói na web

O advogado Rafael Gonçalves, de São Sebastião do Paraíso (MG), virou um verdadeiro herói após compartilhar no seu perfil do Facebook uma história, no mínimo, inusitada.
Ao ser procurado por uma mulher que buscava o divórcio, Rafael percebeu que ainda havia uma ligação muito forte entre o casal.
“Tratava-se de um momento de conflito único e aquela decisão, ao meu ver, era precipitada! Mas quem sou eu pra interferir na vida alheia? Quem sou eu pra meter a colher na relação do casal? Quem sou eu pra julgar a decisão de ambos? EU SOU O ADVOGADO”.
Como de praxe, Rafael pediu à sua cliente os documentos necessários para dar entrada no processo de divórcio, mas acrescentou quatro perguntas que poderiam trazer uma reflexão.

Fiz um pequeno questionário após solicitar os documentos e pedi que a moça respondesse as 4 perguntas a si mesma. Se após responder e analisar a situação com calma, longe do turbilhão de informações que estava lhe passando pela cabeça naquele instante, e ainda assim resolvesse se divorciar, que bastava me trazer a documentação e eu botaria um fim naquela história!”
“Aprendi ainda na faculdade que devo resolver conflitos, orientar as partes antes da decisão de partir pro campo jurídico. Assim fiz!”
Nesta quarta-feira, o casal voltou ao escritório de Rafael, devolveu a anotação que o advogado havia deixado com a mulher, dispensou seus serviços e agradeceu os conselhos.
“Perdi a cliente, mas ganhei um casal de amigos. São coisas simples da vida que valem a pena”, finalizou Rafael.
São de advogados assim que a nossa classe precisa.
Por Jornal Extra

Bandidos são presos e mortos em assaltos frustrados pela polícia

Nesse vídeo reunimos uma coletânea de cenas marcantes que mostram momentos de tensão e desespero de bandidos que tentam assaltar bancos, farmácias e lojas, mas, tem suas ações frustradas pela polícia e em alguns casos até mesmo pelo acaso do destino.

Na cena inicial, um bandido sofre um infarto durante assalto e isso faz com que seus comparsas o abandonem na cena do crime.

Logo depois dois vídeos inéditos de assaltos a banco que foram frustrados pela ação enérgica da polícia.

Em outra cena, um grupo de policias mata um bandido que tenta agredi-los no momento de uma prisão.

E por último, mais uma tentativa de assalto a uma loja de motos que deu muito mal para os bandidos que tentaram fugir mas também foram presos na saída loja.

PUBLICIDADE

ESTOU EM PAZ, E VOCÊ ?

Um Diploma ou um Sacerdócio?

Que respostas podemos dar à indagação sobre os motivos de se exigir que o profissional de Jornalismo seja formado por uma faculdade?

Digamos, desde logo, que a faculdade não vai "fazer" um jornalista. Ela não lhe dá técnica se não houver aptidão, que denominamos de vocação.

A questão é mais séria e mais conseqüente. A faculdade, além das técnicas de trabalho, permite ao aluno a experiência de uma reflexão teórica e, principalmente, ética.

Não achamos absurdo que um médico deva fazer uma faculdade. É que vamos a ele entregar o nosso corpo, se necessário, para que ele corte, interfira dentro de seu funcionamento, etc.

Contudo, por vezes discutimos se existe necessidade de faculdade para a formação do jornalista, e nos esquecemos que ele faz uma intervenção muito mais radical sobre a comunidade, porque ele interfere, com seus artigos, suas informações e suas opiniões, diretamente dentro de nosso cérebro.

Acho que, pelo aspecto de cotidianidade que assumiu o Jornalismo, a maioria das pessoas esquece que o Jornalismo não é uma prática natural.

O Jornalismo é uma prática cultural, que não reflete a realidade, mas cria realidades, as chamadas representações sociais que interferem diretamente na formulação de nossas imagens sobre a realidade, em nossos valores, em nossos costumes e nossos hábitos, em nossa maneira de ver o mundo e de nos relacionar com os demais.

A função do Jornalismo, assim, é, socialmente, uma função extremamente importante e, dada a sua cotidianidade, até mais importante que a da medicina, pois, se não estamos doentes, em geral não temos necessidade de um médico, mas nossa necessidade de Jornalismo é constante, faz parte de nossas ações mais simples e, ao mesmo tempo mais decisivas, precisamos conhecer o que pensam e fazem nossos governantes, para podermos decidir sobre as atividades de nossa empresa; ou devemos buscar no Jornalismo a informação a respeito do comportamento do tempo, nas próximas horas, para decidirmos como sair de casa, quando plantar, ou se manter determinada programação festiva.

Buscamos o Jornalismo para consultar sobre uma sessão de cinema, sobre farmácias abertas em um feriadão, mas também para conhecermos a opinião de determinadas lideranças públicas a respeito de determinado tema, etc.

Tudo isso envolve a tecnologia e a técnica, o nível das aptidões, capacidades e domínio de rotinas de produção de um resultado final, que é a notícia.

Mas há coisas mais importantes: um bom jornalista precisa ter uma ampla visão de mundo, um conjunto imenso de informações, uma determinada sensibilidade para os acontecimentos e, sobretudo, o sentimento de responsabilidade diante da tarefa que realiza, diretamente dirigida aos outros, mais do que a si mesmo.

Quando discuto com meus colegas a respeito da responsabilidade que eu, como profissional tenho, com minha formação, resumo tudo dizendo: não quero depender de um colega de profissão, "transformado" em "jornalista profissional", que eventualmente eu não tenha preparado corretamente para a sua função.

A faculdade nos ajuda, justamente, a capacitar o profissional quanto às conseqüências de suas ações.

Mais que isso, dá ao jornalista, a responsabilidade de sua profissionalização, o que o leva a melhor compreender o sentido da tarefa social que realiza e, por isso mesmo, desenvolver não apenas um espírito de corpo, traduzido na associação, genericamente falando, e na sindicalização, mais especificamente, mas um sentimento de co-participação social, tarefa política (não partidária) das mais significativas.

Faça-se uma pergunta aos juízes do STF a quem compete agora julgar a questão, mais uma vez, questão que não deveria nem mais estar em discussão: eles gostariam, de ser mal informados?

Eles gostariam de não ter acesso a um conjunto de informações que, muitas vezes, são por eles buscadas até mesmo para bem decidirem sobre uma causa que lhes é apresentada através dos autos de um processo?

E eles gostariam de consultar uma fonte, sempre desconfiando dela?

Porque a responsabilidade do jornalista reside neste tensionamento que caracteriza o Jornalismo contemporâneo de nossa sociedade capitalista: transformada em objeto de consumo, traduzido enquanto um produto que é vendido, comercializado e industrializado, a notícia está muito mais dependente da responsabilidade do profissional da informação, que é o jornalista, do que da própria empresa jornalística que tem, nela, a necessidade do lucro.

Assim sendo, é da consciência aprofundada e conscientizada do jornalista quanto a seu trabalho, que depende a boa informação.

E tal posicionamento só se adquire nos bancos escolares, no debate aberto, no confronto de idéias, no debate sério e conseqüente que se desenvolve na faculdade.

Eis, em rápidos traços, alguns dos motivos pelos quais é fundamental que se continue a exigir a formação acadêmica para o jornalista profissional.

A academia não vai fazer um jornalista, mas vai, certamente, diminuir significativamente, a existência de maus profissionais que transformam a informação, traduzida na notícia, em simples mercadoria.

Danny Bueno
Ocorreu um erro neste gadget

______________ ÚLTIMOS VÍDEOS :

Loading...

_______________Arquivo vivo: